terça-feira, 17 de maio de 2011

Declaração

(para Marina)

Devo, antes de mais nada, começar me apresentando. O intrometido que está “invadindo” o blog é a pessoa que mais gosta e admira - e ainda é casado com – a Marina. Até já fui citado nesse blog, algumas vezes por aí. Já peço desculpas pra aqueles que entraram no blog hoje pra ler aquelas coisas tão legais que as meninas postam por aqui e acharam isso. Devo dizer também que esse post – nossa, é o primeiro da minha vida! – tem um quê de especial. Estamos comemorando hoje 3 anos de casados. Confesso que não entendo muito sobre aqueles nomes legais de todas as bodas e confesso também que não sou o tipo de pessoa que vive pelos aniversários de casamento. Gosto deles, claro, mas, minhas revoltas quase inatas sempre me dizem que datas comemorativas são datas comemorativas apenas. Nada que mude minha vontade de lhe dar esse post, Marina, hoje. Isso porque as mesmas revoltas dizem que presentes legais não precisam, necessariamente, serem comprados.

Na última coisa que escrevi pra você, brinquei com uma metáfora do nosso relacionamento e ciência – “ãh? Você é louco?” – quando comemoramos, há duas semanas, nossos 9 anos de “juntos”. Agora, vou brincar de volta com metáforas, já que você estuda isso e entende muito bem. Dessa vez, com o blog de vocês. Não, não farei a simples piadinha de que esse post é “de-coração”, isso não. Mas, quase.

Mesmo correndo o risco de parecer meio piegas às vezes, preciso escrever que, de fato, construímos muito bem nossa vida. Desde as fundações.


Foi realmente legal conhecer você ainda novinha. É muito bom construir as coisas juntos.


E aí, olhando de agora, vejo quanta coisa legal a gente já fez, viu, passou, construiu, decorou. E, se por ventura sua cabecinha ainda te leva a pensar em qualquer momento não muito construtivo, esqueça. Nenhum momento foi pior do que aquele fim de tarde em que, descendo do andaime, derrubei toda a parede da nossa casa, que tinha construído durante o dia.


Certamente hoje crescemos muito. Gosto de ver como amadurecemos junto com nosso namoro – mesmo que você ache que ele nunca existiu, por uma questão de “início”. Tem uma coisa que você devia pensar todo dia, mas às vezes é boba e esquece: você decorou minha vida e ainda renova essa decoração – pra não ficar muito retrô, é claro (mesmo que retrô seja legal, mas isso é outra história)– nessa quase década juntos. Decorou com muito mais cuidado e carinho que cada coisinha que você faz lá em casa. Decorou com seu jeito tão legal e foi deixando as coisas mais bonitas e mais alegres. Decorou até mesmo quando eu não estava muito para “decorar” – exatamente como tantas vezes eu não dei muita moral pros seus projetos em casa. Não que eu seja um péssimo marido, mas, sabe como é, às vezes acontece.


Gosto muito disso. Gosto muito da liberdade que dei a você pra cuidar de mim e do jeito que você tem feito isso. Hoje é tão bom e tão gostoso ficar perto de você que só posso dizer que deu muito certo. Talvez o que eu goste mais ainda seja do nosso “casamento”. Palavra difícil, com muitos espinhos em volta, que expressa um conjunto de significados que pode ser verdade no geral, mas, como sabemos bem, o geral não expressa o valor das partes individuais. Nesse caso, nosso casamento é tudo de legal. A institucionalização da coisa não mudou nada. Aliás, não penso como as pessoas podem ver um casamento como algo ruim. Não há nada melhor no mundo que ver você resmungar de manhã que não quer acordar, sentir você se enroscando a noite pra passar o frio, fazendo comida e colocando azeite de oliva e queijo pra eu gostar mais, inventando uma desculpinha pra gente ir ao mercado ou simplesmente sentada em frente ao computador com cara de muito concentrada... gosto até quando você chega em casa, cansada, mal-humorada e sorri porque eu comprei um pão de queijo ou te fiz um sanduíche.


Sei que muito já foi falado sobre as pequenas coisas que deixam um relacionamento ser bom, mas, a gente só sente mesmo quando passa por isso.

Você sabe que eu falo e escrevo demais e sempre quero escrever mais. Sabe também como começo um texto falando com todo mundo e termino falando com você. Enfim, não quero falar mais nada. Tudo o que sinto você sabe e vai continuar a descobrir a cada dia que eu estiver ao seu lado cuidando de você. Mesmo que, às vezes, pareça que as coisas estão meio paradas, sem avanços – como a casa sem pintura, sem calçadas, sem mureta, sem porta do alçapão – lembre sempre que por dentro ela nunca parou de ser decorada. Eu também não. Quero que hoje – dia em que, infelizmente, estou a 2 planaltos de distância de hoje – você sinta que me faz muito bem e a gente ainda tem muito o que ser feliz. Porque, você sabe, mas não custa repetir: “baby, a gente ainda nem começou”...


Tiago

17 comentários:

  1. Ai, que lindo! Parabéns pelo marido!

    ResponderExcluir
  2. Ohhhmmm... Posso dizer que não sei o que dizer? To lendo isso no corredor da biblioteca da faculdade (que é o único lugar onde a internet pega) e to até chorando...

    ResponderExcluir
  3. Declaração mesmo hein? Parabéns pela cumplicidade, pelo anos juntos, e que venham mais.... Felicidades!!

    ResponderExcluir
  4. Foi tão divertido participar disso, sempre tinha vontade de falar alguma coisa, mas eu me controlei bem, o problema que essa Marina é esperta e acabou desconfiando né?! Que bom que não sabia do que se tratava.

    Parabéns pelo aniversário de casamento! Que esses meus afilhados queridos sejam felizes para o resto da vida! Vcs sabem o quanto gostamos de vcs e desejamos sempre tudo de bom.
    Bjão
    Maíra e Fernando

    ResponderExcluir
  5. Queria agradecer a Maíra pela ajuda. Nunca eu saberia postar alguma coisa sozinho, hehehe. Valeu Maíra e valeu pelas fecilitações tbm. Vocês sabem que é recíproco.

    ResponderExcluir
  6. que lindo isso ^^
    muito fofo. dá até vontade de pegar as bochechas de quico do Tiago e puxar :D

    parabéns pra vocês, seus lindos

    ResponderExcluir
  7. Putz! Que lindio... vc não quer bater um papinho com o meu noivo não, hehehe? Dar umas dicas prá ele? :-)

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pelo aniversário de casamento!!
    Linda declaração!!

    ResponderExcluir
  9. Que lindo ate chorei de emocão, parabens ao casal felicidades hj e sempre

    ResponderExcluir
  10. Enfim consegui postar... PARABÉNS PELAS BODAS DE COURO! Que ela se tranforme em BODAS DE OURO!!!
    Original e muito fofa a declaração!
    Marinês e Darci.

    ResponderExcluir
  11. Agora me diz se terão coragem de atualizar isso aqui? hahaha Até eu chorei!

    ResponderExcluir
  12. Lindo demais! Me diz, aonde acho um desses pra mim??

    ResponderExcluir
  13. Que lndo.... estou apaixonada (não pelo marido pelo relacionamento de você) sabias palavras do Tiago, quando afirma:
    "Sei que muito já foi falado sobre as pequenas coisas que deixam um relacionamento ser bom, mas, a gente só sente mesmo quando passa por isso. "
    Parbéns a vocês por mais esse ano juntos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  14. Eu chorei...
    Viviane
    Três Lagoas-MS

    ResponderExcluir
  15. Não sei se existe alguma convenção ou regra sobre a pessoa que fez o post ficar comentando tbm, ou sobre fazer uma declaração comentando outra, mas preciso dizer. Achei muito legal tudo o que está comentado, e, preciso confessar, quase chorei lendo que pessoas choraram com as coisas escritas. E saber que é apenas o que a gente construiu. Amor, amo você.

    ResponderExcluir
  16. Adoooreei !!!

    Que casamento lindo o de vocês!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  17. Oiii

    Ai que lindo, tbm não preciso dizer que tbm chorei né!!!

    Parabéns Marina e Tiago, vcs merecem mto amorr por toda vida!!

    Lu

    ResponderExcluir

E aí?